Veja a explicação do logotipo do Encontro Panamericano da Ordem.

Autor do logotipo, ex-Ministro provincial dos Capuchinhos do Rio de Janeiro e Espírito Santo, Brasil.

 

Tema proposto para o I Encontro Panamericano de Capuchinhos – a tipografia escolhida, Acadian Runes Regular, nos lembra uma escrita indígena, tem como objetivo fazer referência aos primeiros povos das américas, pois reviver também significa relembrar, recordar ou seja reviver momentos significativos do passado. Se queremos reavivar nosso carisma nas Américas é necessario olhar o passado e encontrar elementos positivos na nossa relação com esses povos. O Papa Francisco indica três objetivos para o Ano da Vida Consagrada: olhar para o passado com gratidão, viver o presente corn paixão e abraçar o futuro com esperança. O tema esta escrito nas três línguas mais faladas nas Américas e juntas formam um círculo para lembrar da contribuição dos vários frades capuchinhos vindo do mundo todo.

As mãos em forma de pombas foram inspiradas no brasão franciscano. Querem, em primeiro lugar, chamar atenção dos irmãos
que seguem as pegadas do Filho amado; devem ser os primeiros a
promover a justiça e a paz entre os povos que estão nas Américas.

 

 

Os traços lembram o canal do Panamá que une o Atlântico ao
Pacífico. Assim, os irmãos menores capuchinhos são também
convidados a serem homens que, através do testemunho da
fraternidade, promovam a união entre os povos. As cores dos traços representam todos os povos das Américas.

 

Os traços presentes no mapa são inspirados no artesanato feito
pelos indios Kunas, bordados recortados de várias cores chamados “molas, Faz parte do patrimônio cultural da Unesco.

As cores que mais se destacam são o vermelho, o azul e o branco, cores da bandeira do pais sede.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Categorias: Noticias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *